Certificado de sustentabilidade poderia proteger cardumes da exploração pesqueira

Certificado de sustentabilidade poderia proteger cardumes da exploração pesqueira

Na hora de comprar o peixe, veja se este tem etiqueta de sustentabilidade. O certificado da Marine Stewardship Council (MSC) tem maior credibilidade e permite controlar a pesca para a sobrevivência dos cardumes

A certificação da Marine Stewardship Council (MSC) é aplicada na pesca industrial em todo o mundo, e já conta com 104 pesqueiras certificadas e 20 mil produtos etiquetados. Tanto a Global Sustainable Seafood Initiative como a organização ecológica WWF confiam nos métodos de certificação da MSC, apesar de haver algumas críticas do Greenpeace sobre certificados a pesqueiras que realizam a prática de arrasto de profundidade.

Mas segundo relatório recente da MSC, zonas com pesca certificada recentemente mostraram a recuperação de cardumes.

De acordo com a organização, a zona que melhor protege os peixes se localiza no norte da Europa, tendo a Islândia como o país que mais respeita a pesca marítima. Entre as pescas, 83% são realizadas de maneira sustentável no norte do Pacífico.

Já no Mediterrâneo, nenhuma empresa pesqueira contém o selo de certificação da MSC. Com a pesca excessiva e a falta de uma prática sustentável, o mar estaria no limite para a sobrevivência dos cardumes a longo prazo.

O Mestrado em Gestão e Auditorias Ambientais, da UNINI, oferece uma oportunidade para a capacitação dos profissionais que trabalham e têm interessem em se desenvolver na área ambiental para a sustentabilidade