Dicas para combater o tédio no trabalho

unini-emp-aborrecimento

A síndrome de Boreout ou o tédio no trabalho podem causar, em casos mais graves, depressão e licença médica.

Philippe Rothlin e Peter R. Werder, em seu livro ““El nuevo síndrome laboral Boreout“, propuseram esse termo há mais de dez anos.

Como destaca Adriana M, autora do blog HRTRENDS, é necessário não confundir esse fenômeno com a síndrome de burnout, cujo significado é diferente. “O esgotamento aparece como uma resposta ao estresse prolongado no trabalho, quando as demandas de trabalho excedem o empregado, esgotando-o emocionalmente”, aí está a expressão “estar queimado”.

Alguns dos sentimentos que surgem com esse fenômeno, pouco estudados, de tédio no trabalho são: baixa autoestima, sentimentos de vergonha e culpa, falta de comprometimento no trabalho, sentimento de inutilidade, entre outros.

A tarefa do departamento de Recursos Humanos é fundamental, pois deve enfrentar a falta de atividade dos funcionários e lidar com a falta de comprometimento.

A UNINI patrocina uma ampla variedade de programas universitários para os profissionais que procuram se desenvolver em qualquer área do mundo dos negócios e desejam expandir seus conhecimentos para isso. Um dos cursos oferecidos é o Mestrado em Direção Estratégica com Especialidade em Gerência.

Fontes: ¿Qué es el boreout y cómo evitarlo?

Síndrome Boreout: aburrimiento en el trabajo.

Foto: Todos os direitos reservados.