Os sintomas de depressão podem aumentar após três dias sem atividade física

Os sintomas de depressão podem aumentar após três dias sem atividade física

Pesquisadores na Austrália apontam para a importância do controle da frequência nas atividades físicas, entre pacientes com depressão

A prática de atividade física é um importante aliado ao tratamento da depressão. Mas para lograr efeitos benéficos entre as pessoas que sofrem deste transtorno, é importante manter constância nos exercícios físicos. Qualquer interrupção na prática regular já pode afetar os sintomas da depressão.

Esta é a conclusão de um estudo realizado pela  Universidade de Adelaide, Austrália, com 152 adultos, que analisou a partir de índices imunológicos e neurogênicos, os efeitos da suspensão da atividade física para os sintomas da depressão. De acordo com o estudo, foram percebidos efeitos negativos após três dias de interrupção.

“Por enquanto, é importante que as pessoas compreendam o impacto potencial em seu bem-estar mental quando, de repente, param de se exercitar regularmente”, explicou o diretor de psiquiatria da Universidade de Adelaide, Bernhard Baune.

O estudo foi publicado na revista “Journal of Affective Disorders“. Apesar de apresentar algumas limitações, a pesquisa indica um fator importante sobre o tratamento da depressão que exige estratégias de continuidade nos programas de atividade física, para evitar frequências irregulares.

Para uma atuação profissional eficaz, é importante capacitar-se com cursos de qualidade como o Mestrado em Atividade Física: Treinamento e Gestão Esportiva, da UNINI.

Fonte: Dejar de hacer deporte aumenta los síntomas de depresión en tres días

Estudo: Does ceasing exercise induce depressive symptoms? A systematic review of experimental trials including immunological and neurogenic markers

Foto: Todos os direitos reservados