PRÁTICAS PARA APRENDER NOVO VOCABULÁRIO

PRÁTICAS PARA o APRENDIZAGEM DE NOVO VOCABULARIO

Algumas técnicas aplicadas em sala de aula podem reforçar o aprendizado de novo vocabulário, necessário para aprender e se comunicar em uma segunda língua

Professor Scott Zimmermann, um americano que ensina Inglês como segunda língua, em um artigo publicado na revista EFL, apresenta algumas técnicas que podem ser aplicadas nas aulas para o treinamento do novo vocabulário em uma segunda língua.

Segundo o professor, a pronúncia e a gramática tendem a ter mais atenção nas aulas de Inglês como segunda língua. Mas ele considera que o vocabulário é fundamental para a fala, a leitura, a escrita e a escuta de novo idioma.

Talvez por isso, seja tão comum encontrar pessoas que estão aprendendo o novo idioma, paralisadas em uma conversa, com pausas entre frases, buscando as palavras necessárias para poder se expressar.

Para fortalecer o ensino do vocabulário,  o professor encoraja os professores de Inglês como segunda língua a começar com uma análise da lista “3000 palavras mais comuns em Inglês”, publicada pela Education First (EF), oferecendo palavras de acordo com o nível de aprendizagem que deve ser aprendido.

Com esta lista, o professor pode treinar as palavras comuns em inglês em aula a partir de algumas técnicas, abaixo:

  • Use-as em um contexto: as palavras devem estar relacionadas ao seu ambiente, como por exemplo,  a “caneta” deve ser aprendida em um cenário que a utilizamos como no campo pode na sala de aula ou no ambiente de trabalho. Assim, é mais fácil aprender e salvar o vocabulário. O professor desencoraja usá-los isoladamente, em várias listas ou em dicionários.
  • Enfatize a pronúncia da nova palavra: ao aprender um novo vocabulário, o professor deve insistir para que seja pronunciado corretamente. A melhor maneira para isso é a repetição.
  • Use traduções com moderação: este é um tópico que ainda deve ser abordado, pois muitas escolas estão proibidas de traduzir as novas palavras para o idioma nativo. No entanto, o professor entende que, em algumas situações, é importante que o aluno entenda bem o significado da palavra e, assim, a tradução deve ser usada.
  • O uso de dicionários: é útil se for integrado a uma prática específica. Com novas tecnologias, dicionários instalados em telefones, tornou-se uma prática comum consultá-los em dispositivos. Os professores devem mediar a consulta, ensinando os alunos as formas corretas de usá-la.
  • Intuição: Embora pareça aparentemente natural, a intuição pode ser trabalhada. Zimmermann indica que as práticas de leitura e escuta ajudam a treinar os alunos a usar a intuição para entender as palavras do contexto.

A UNINI oferece o programa MASTER IN TEACHING INGLÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA

Fonte: VOCABULÁRIO DE ENSINO NA SALA DE AULA EFL

Foto: Todos os direitos reservados