OIT alerta para falta de formação e empregos no futuro

unini-trabalho-futuro

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) publicou o relatório Tendências Globais de Emprego para a Juventude 2020: Tecnologia e o futuro dos empregos, chamando atenção aos governos sobre futuros problemas de oportunidades para os jovens entrarem no mercado laboral.

Neste estudo, ressalta-se a falta de empregos qualificados ou a má formação. Atualmente, o número de jovens desempregados está aumentando, e a situação das mulheres é duas vezes pior que a dos homens.

No estudo, comparando a realidade atual com a de 2017, os pesquisadores concluem que a tendência do desemprego é ascendente.

São desafios do futuro que devem começar a ser enfrentados no presente. A OIT alertou que é necessário rever diversas questões relacionadas ao mercado de trabalho para os jovens, e fatores como a desigualdade e a demografia, para que se estabeleçam políticas públicas direcionadas a este tema.

Muitos jovens têm no trabalho o interesse para estudar, e a falta de trabalho, e também de estudos, pode prejudicar as perspectivas a longo prazo.

Segundo o relatório, a falta de acesso ao ensino superior diminui a probabilidade de ter empregos, especialmente opções laborais que não possam ser substituídas por máquinas.

A UNINI oferece o Mestrado em Educação com especialidade em Educação Superior para profissionais interessados numa formação de professorado de qualidade à distância.

Fonte: OIT: Cerca de 267 milhões de jovens afetados por falta de emprego, educação e treinamentos

Cresce a exclusão de jovens do emprego e da formação

Foto: Todos os direitos reservados