FOGÕES RURAIS CAUSAM A MORTE DE MILHÕES DE PESSOAS A CADA ANO

A OMS emitiu um documento no qual indica que mais de 4 milhões de pessoas morrem pela poluição emitida por fogões rurais

Nas zonas rurais de todo o planeta, milhões de pessoas morrem a cada ano como consequência da fumaça que respiram ao usar fogões que utilizam lenha ou outros combustíveis sólidos. As partículas poluentes desprendidas pelos fogões costumam causar acidente cerebrovascular, cardiopatia isquêmica, pneumopatia obstrutiva crônica e câncer de pulmão. Esse tipo de fogões é utilizado principalmente em países pobres, como no continente africano.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que 3.000 milhões de pessoas em todo o planeta costumam utilizar combustíveis sólidos como madeira, carvão ou resíduos orgânicos para cozinhar, poluindo seus lares e causando problemas de saúde para todos os membros da família. A poluição interior em residências causou 446.000 mortes em 2013.

O problema radica em que as pessoas de países do terceiro mundo utilizam fogões ineficientes. Números do ano 2012 indicam que o uso de fogões ineficientes teria causado a morte de 4,3 milhões de pessoas em todo o planeta, sendo a exposição a fuligem a causa de 34% das mortes, 26% faleceram devido à uma cardiopatia isquêmica, 22% por pneumonia obstrutiva crônica, 12% foram afetados por pneumonia e 6% enfrentaram o câncer de pulmão.

De acordo com a informação da OMS, calcula-se que quase 1,4 milhões de mortes prematuras são produzidas por acidente cerebrovascular, como consequência da poluição do ar dentro das casas, sendo mulheres a metade dos casos.

Até o momento, não se desenvolveu uma solução eficiente que permita resolver o grande problema do uso de combustíveis sólidos e fogões artesanais nos povos rurais, mas o trabalho de uma equipe de engenheiros poderia solucionar este problema que a cada ano mata milhões de pessoas.

Os estudantes do Mestrado em Gestão e Auditorias Ambientais da UNINI fazem pesquisas para melhorar a vida das pessoas aplicando seus conhecimentos para melhorar a relação do homem com seu entorno, para minimizar seu impacto e os efeitos que o meio ambiente pode causar na saúde das pessoas.

Fonte: OMS

Foto CC: siwiaszczyk