PLATAFORMA REÚNE CASOS DE GENTRIFICAÇÃO

unini-casos-gentrificação

O Museo de los Desplazados publicou diferentes exemplos de gentrificação em várias cidades do mundo

gentrificação é um fenômeno que se refere à transformação urbana que revaloriza os imóveis de determinado setor urbano. Esta terminologia foi empregada pela primeira vez em Londres, durante os anos 60, quando um grupo de “burgueses” mudou-se para o antigo bairro de Islington, ao norte da cidade, para reabilitá-lo.

Na UNINI, consideramos interessante difundir iniciativas que através de diferentes plataformas revelem conjunturas atuais. Esse é o caso da gentrificação, um tema em auge que permite a transformação urbana, e que abre paradigmas quanto ao redesenho de espaços físicos e qualidade de vida; perspectivas que os alunos de Arquitetura e Urbanismo têm presentes na formação de seus cursos de mestrado.

Gentrificação no mundo

Museo de los Desplazados faz parte do coletivo urbano espanhol Left Hand Rotation e procura divulgar a realidade da gentrificação para refletir quanto às mudanças sociais, familiares e até políticas que o fenômeno gera. É assim que se mapearam diferentes casos pelo mundo, dos quais nos aprofundaremos em cinco, e outros encontram-se na página da Plataforma Urbana:

  1. Cultura, transformação urbana e empoderamento cidadão diante da gentrificação

Joaquim Rius-Ulldemolins, sociólogo espanhol, e Ladys Posso Jiménez, advogada colombiana, fazem uma análise e reflexão a respeito dos casos de Raval, Barcelona – Espanha, e Getsemaní, Cartagena – Colômbia, respectivamente.

  1. Sankt Pauli: o famoso bairro vermelho de Hamburgo

Através deste artigo, o meio digital Pensando el territorio apresenta como o estreito vínculo de Sankt Pauli com o rio Elba vinculou as atividades portuárias com a profissão mais antiga do mundo.

  1.  Ócio noturno, gentrificação e distinção social no centro histórico de Sarajevo

Jordi Nofre i Mateo e Jordi Martín i Díaz apresentam os resultados de um trabalho de campo qualitativo sobre como o consumo de ócio noturno no centro histórico da capital da Bósnia contribui significativamente para uma ocidentalização do espaço urbano protagonizada pela nova classe média muçulmana da cidade.

  1.  Diversos bairros de Istambul enfrentam seus últimos dias

Jonathan Lewis, através de uma galeria de fotos, mostra como o bairro de Tarlabasi sobrevive no centro de Istambul como uma das poucas zonas com moradias ao alcance das pessoas carentes.

  1. A gentrificação em San Francisco

O Silicon Valley é apresentada por Iván García como o centro mundial da tecnologia e a principal causa pela que a gentrificação alcançou a cidade de São Francisco.

Ainda assim, existem outras iniciativas, como o blog Gentrificity, que informa sobre como este processo urbanístico de gentrificação gera diferentes pontos de vista na cidade de Barcelona, por exemplo.

Fonte:

Museo de los Desplazados

Foto: Todos os direitos reservados