unini-plasticos-mares
Meio Ambiente

Instituto retira 40 toneladas de resíduos em menos de um mês

Com a ajuda de satélites, navios, iates e aeronaves foram usados para localizar e retirar plásticos e outros objetos dos oceanos e mares

Uma missão de 25 dias, comandada pelo Instituto Ocean Voyage, conseguiu retirar aproximadamente 40 toneladas de resíduos dos oceanos e mares. A equipe do instituto utilizou navios e iates conectados por satélite, junto com aeronaves não tripuladas, para detectar os plásticos e outros objetos, para sua retirada. Continue lendo

unini-assistente-voz
Esporte

Como incorporar o assistente de voz em aulas de idiomas

Cada vez mais usada, a tecnologia de assistentes de voz virtual pode trazer alternativas para o ensino de uma nova língua, melhorando a compreensão auditiva e as habilidades comunicativas

A tecnologia pode ser um grande aliado aos alunos de idiomas. Com acesso a recursos variados, como por exemplo, as redes sociais com pessoas de vários países, ou aplicativos de tradução, facilita-se o aprendizado e a prática de outro idioma. Continue lendo

unini-coracao-corredores
Esporte

O coração se adapta ao esporte

Estudo compara diferenças nos corações de esportistas de elite, nas categorias natação e corredores de atletismo

Segundo um estudo publicado na revista Frontiers in Physiology, o coração de esportistas de elite, alguns nadadores e outros corredores de atletismo, apresentaram uma hipertrofia no ventrículo esquerdo, um indicativo de que o coração se adapta para poder melhorar o fornecimento de oxigênio ao corpo. Continue lendo

unini-amianto-retirada
Meio Ambiente

Especialistas defendem mapeamento e retirada de amianto

Amianto, muito usado no final do século passado, continua presente em muitos lugares; especialistas alertam para os problemas de saúde provocados pelo material

Na Espanha, o técnico higienista Lluís Mallart, especialista em amianto, revela que no país “o amianto está por todos os lados. Não podemos saber quantos milhões de toneladas existem”. Antes, pensavam que só era perigoso quando se quebrava, mas agora se sabe que o material se degrada pelo tempo ou pela climatologia. Continue lendo