unini-desarrollo-cognitivo
Formação de Professores

Zonas verdes e o desenvolvimento cognitivo

Nas cidades, as zonas verdes são um grande auxílio para as crianças. Estes espaços, segundo um estudo desenvolvido na Bélgica, e publicado recentemente na revista  Plos Medicine, colaboram para o desenvolvimento cognitivo.

Os autores do estudo pesquisaram os dados de mais de 600 crianças, entre 10 e 15 anos, para ver como o acesso às zonas verdes em regiões metropolitanas poderia influenciar em testes de Quociente de Inteligência (QI). O Quociente de inteligência é um valor estimado, calculado por meio de testes que foram desenvolvidos para avaliar as capacidades cognitivas de uma pessoa. Continue lendo

funiber-estrategias-naturais
Meio Ambiente

Estratégias naturais para a conservação ambiental

A natureza conta com mecanismos para se proteger dos efeitos climáticos e conservar os ecossistemas. Aprender com estas estratégias pode ajudar na gestão ambiental.

Segundo o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), os sistemas de lagos e outros depósitos de água naturais conseguem capturar a água das chuvas, e armazená-las durante as épocas mais secas. Esta estratégia, para que funcione, devem estar em bom estado para conseguir abastecer os solos. Continue lendo

unini-floresta-gestao
Meio Ambiente

Conheça alternativas sustentáveis de gestão florestal

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) reuniu histórias de pequenos projetos em florestas tropicais que buscam soluções sustentáveis para o desenvolvimento local.

O aumento do desmatamento nas florestas tropicais é sem dúvida uma preocupação de todos. Como se sabe, as florestas são ecossistemas importantes para a proteção dos solos, da água, do clima e da biodiversidade. Continue lendo

unini-plastico-salud
Meio Ambiente

Necessitam mais dados para avaliar efeitos do plástico para saúde

OMS pede mais estudos que avaliem os impactos da ingestão de micropartículas de plástico para a saúde humana

Já sabemos, através de pesquisas científicas, que o plástico está por todos os lugares, até mesmo no nosso organismo. Um estudo recente estimou a quantidade de plástico que cada pessoa poderia ingerir e respirar, e o número está ao redor de 100 mil partículas de microplásticos anuais. Continue lendo