tecnologias/2021/05/28/unini-internet-domotica

Tecnologias

A Internet das Coisas e a domótica

UniniPR_TIC_Domotica

A Internet das Coisas e a domótica tornou-se mais popular nos últimos anos.

A Internet das Coisas e a domótica têm se tornado cada vez mais populares nos últimos anos. A Internet das Coisas (IoT) refere-se a uma interconexão digital de objetos cotidianos com a Internet. E, ainda mais do que isso, a Internet das Coisas pode incluir a conexão entre objetos e seres humanos. Foi assim que surgiu a Internet dos Corpos.

Domótica

Por outro lado, a domótica é entendida como o conjunto de técnicas destinadas a automatizar uma casa, que integram tecnologia em sistemas de segurança, gerenciamento de energia, bem-estar ou comunicações. Consequentemente, pode-se dizer que a IoT é uma grande evolução da domótica e muito mais recentemente com a tecnologia de hoje.

Os elementos tecnológicos que fazem parte da domótica podem ser vários. Desde persianas motorizadas, sensores de temperatura e umidade, controladores climáticos, lâmpadas inteligentes; até alto-falantes inteligentes como Google Dot ou Alexa.

Riscos da domótica

Como tudo que tem a ver com tecnologia, a domótica também envolve alguns riscos, pois, com a internet e as conexões, muitos dados são transmitidos, enviados e processados por diferentes serviços, estes mesmos dados se tornam vulneráveis. A possibilidade de esses dados serem utilizados para outros fins, tais como criação de perfis de comportamento, é maior do que pensamos.

Além disso, outro risco pode ser o sequestro de dispositivos domésticos e sua manipulação por terceiros. Além disso, as violações de dados pessoais podem facilitar o roubo de informações de identidade por parte de criminosos cibernéticos.

Diferentes formas de conectividade

De acordo com o Comitê Europeu de Proteção de Dados, duas formas de conexão são as mais comuns em IoT e domótica.

  1. Conexão distribuída: os dispositivos são conectados diretamente a um roteador wifi, que atua como gateway para a nuvem do fabricante, gerenciado através de seu próprio aplicativo, como câmeras IP, tomadas inteligentes ou olhos mágicos eletrônicos.
  1. Conexão centralizada: os dispositivos são conectados através de um hub ou gateway que centraliza as comunicações, sendo este hub o único dispositivo que se conecta diretamente à Internet. Exemplos incluem Zigbee e Z-wave, e, em menor extensão, Bluetooth.

É de vital importância que as pessoas saibam sobre os riscos da digitalização de residências através da domótica e da IoT. Desta forma, os riscos acima mencionados são evitados.

Para saber mais sobre tecnologia da informação, conheça os programas universitários oferecidos pela UNINI. Um dos cursos disponíveis é o Mestrado em Gestão Estratégica com Especialização em Telecomunicações.

Fonte: IoT (III) Domótica. Internet de las Cosas: riesgos y recomendaciones

Foto: Todos os direitos reservados

Copyright ©2021. Universidade Internacional Iberoamericana. Todos os direitos reservados.